Está a nascer uma nova estrela soul: Enoque

Entrevista ao cantor português que se estreia com o álbum "Na Tua Mão".

13 de abril de 2018 às 19:29Está a nascer uma nova estrela soul: Enoque

Enoque nasceu há 25 anos no Brasil, em Belo Horizonte, mas desde pequeno que vive em Portugal. A zona de Sintra foi o seu local de crescimento. O nome bíblico de Enoque não é só artístico, é mesmo o seu nome de batismo, dado em homenagem a um amigo dos seus pais.

Enoque começou a ouvir muita música na adolescência, primeiro na MTV, mais tarde nas pesquisas do YouTube. "Acho que a minha música é muito marcada pela soul e pelo r&b, bastante música afroamericana. Desde Stevie Wonder a Marvin Gaye. Michael Jackson e Justin Timberlake são de mundos que me falam muito e que se transportam para a minha música".

 

Maturada a sua experiência de ouvinte, Enoque começa a imaginar-se no lado da criação, mas sem esperar o passo de gigante que é um álbum de estreia com o seu nome na capa, como já se vê (e ouve) em "Na Tua Mão". "Comecei a trabalhar nisto há três anos, mas sem essa expetativa de disco. Era mais para escrever as minhas canções, para começar a mostrá-las ao público e para perceber qual era a minha identidade enquanto artista e o que falava mais às pessoas".

 

Nesta vaga de remodelação da soul e do r&b encabeçada por nomes como Frank Ocean ou Beyoncé, só para citar dois nomes de um universo infinitamente mais complexo, a música portuguesa tem sido bem colorida por esta influência afroamericana. Expensive Soul ou os HMB ocupam a dianteira mediática da soul nacional & funkalhadas afins. Mas, como tantos outros (como Da Chick, os D’Alva ou a Orelha Negra), Enoque já se está a preparar atrás. 2018 já é dele, com esta coleção debutante de canções em "Na Tua Mão": "O facto de ter colaborado com algumas pessoas e alguns artistas com nome tão grande em Portugal, como o Héber [Marques, o comandante dos HMB] que esteve a produzir em grande parte o disco, ou uma canção escrita com a Sara Tavares são pontos altos que me deixam muito feliz e orgulhoso".

 

Enoque olha os HMB como os seus padrinhos. Foi a eles que o cantor de origem brasileira fez a primeira parte, no espetáculo no Campo Pequeno, em Lisboa, em fevereiro passado. "Eles sempre me apoiaram e me deram uma série de oportunidades. Foram-me empurrando para eu fazer as minhas canções e para isto que é agora o meu projeto".

 

Enoque prepara um concerto de apresentação ao vivo de Na Tua Mão em Lisboa. Em breve, serão dadas informações sobre esta atuação.

 


 

  • Partilhar

Caso tenha algum comentário a fazer:

Back to Top