Estudo da NASA diz que ir ao espaço pode alterar o DNA

Os resultados são vistos pela agência espacial como um "trampolim para uma missão de três anos em Marte".

10 de março de 2018 às 15:58Estudo da NASA diz que ir ao espaço pode alterar o DNA

A ida ao espaço pode alterar os genes do ser humano. Um estudo da NASA confirma que o DNA do astronauta Scott Kelly sofreu modificações no espaço.

Resultados prévios do estudo examinaram o DNA de Kelly, comparando-o com o do seu irmão gémeo Mark Kelly, também ele astronauta.

A análise ao DNA dos dois irmãos antes e depois da viagem de Scott para a Estação Espacial Internacional, revelaram um alteração de 7% nos seus genes.

"Os 7% apontam para possíveis mudanças a longo prazo em genes relacionados com o sistema imunológico, rede de formação óssea, hipoxia e hipercapnia", afirmou a agência espacial.

O estudo é visto pela NASA como um "trampolim para uma missão de três anos em Marte".

O ano passado foi lançada a hipótese da agência espacial submeter os astronautas, que deverão ir a Marte na década de 2030, a modificações genéticas de forma a protegê-los contra as partículas potencialmente cancerígenas.

 

  • Partilhar

Caso tenha algum comentário a fazer:

Back to Top