Portugal de fora da digressão de despedida de Paul Simon

Série de 29 datas ao vivo não inclui a Peninsula Ibérica.

06 de fevereiro de 2018 às 12:31Portugal de fora da digressão de despedida de Paul Simon

Paul Simon anunciou todas as datas ao vivo da digressão de despedida que termina, como já noticiámos, no Hyde Park, em Londres, a 15 de julho.

A Homeward Bound: The Farewell Tour envolve um total de 29 concertos, 20 deles na América do Norte e nove na Europa. O mais próximo de Portugal é mesmo o concerto de Londres. Paul Simon apenas por uma vez atuou no nosso país, com um concerto no antigo Estádio de Alvalade, em Lisboa, em julho de 1991.

Paul Simon publicou há horas uma carta de despedida, onde explica as razões que o levam a parar de tocar ao vivo. "Tristemente, perdemos o nosso guitarrista principal e meu amigo de há 30 anos, Vincent N'guini, que morreu dezembro passado. A sua perda não é a única razão para eu parar de fazer digressões, mas contribuiu. Acima de tudo, porém, sinto que as viagens e o tempo sem a minha mulher e a minha família exigem um sacrifício que me retira o prazer de tocar. Gostava de deixar um grande Obrigado a todos aqueles que à volta do mundo vieram ver-me tocar ao longo dos últimos 50 anos".

 

 

Eis as datas da última digressão de Paul Simon, atualmente com 76 anos.

16 de maio - Vancouver, Rogers Arena (Canadá)
18 de maio - Seattle, Key Arena (Estados Unidos)
19 de maio - Portland, MODA Center (Estados Unidos)
22 de maio - Los Angeles, The Hollywood Bowl (Estados Unidos)
23 de maio - Los Angeles, The Hollywood Bowl (Estados Unidos)
25 de maio - Oakland, Oracle Arena (Estados Unidos)
27 de maio - Las Vegas, MGM Grand Garden Arena (Estados Unidos)
30 de maio - Denver, Fidler's Green (Estados Unidos)
1 de junho - Dallas, American Airlines Arena (Estados Unidos)
2 de junho - Houston, Toyota Center (Estados Unidos)
4 de junho - Austin, Frank Erwin Center (Estados Unidos)
6 de junho - Chicago, United Center (Estados Unidos)
8 de junho - St. Paul, Xcel Energy Center (Estados Unidos)
10 de junho - Detroit, DTE Energy Center (Estados Unidos)
12 de junho - Toronto, Air Canada Centre (Canadá)
13 de junho - Montreal, Bell Centre (Canadá)
15 de junho - Boston, TD Garden (Estados Unidos)
16 de junho - Filadélfia, Wells Fargo Center (Estados Unidos)
19 de junho - Greensboro, Greensboro Coliseum (Estados Unidos)
20 de junho - Nashville, Bridgestone Arena (Estados Unidos)
30 de junho - Estocolmo, Ericsson Globe (Suécia)
1 de julho - Oslo, Spektrum (Noruega)
3 de julho - Copenhaga, Royal Arena (Dinamarca)
5 de julho - Antuérpia, Sportpaleis (Bélgica)
7 de julho - Amesterdão, Ziggo Dome (Holanda)
10 de julho - Manchester, Manchester Arena (Inglaterra)
11 de julho - Glasgow, SSE Hydro (Escócia)
13 de julho - Dublin, RDS Arena (Irlanda)
15 de julho - Londres, Hyde Park (Inglaterra)

Paul Simon é um dos mais conceituados compositores de canções norte-americanos dos últimos 50 anos, a par de Bob Dylan ou Tom Waits. Uma das suas muitas distinções é o Polar Music Prize, o chamado 'Nobel da Música', atribuido em 2012. Além de uma prolífica carreira a solo, que lhe valeu álbuns de renome como "Graceland" (de 1986), o músico distinguiu-se ao longo dos anos 60 através da dupla folk Simon & Garfunkel, que foi fazendo vários regressos efémeros, o mais mediático deles todos em 1981, através de um concerto no Central Park, em Nova Iorque, diante de meio milhão de espetadores.

 

  • Partilhar

Caso tenha algum comentário a fazer:

Back to Top