YouTube expulsa estrela Logan Paul

Um dos mais famosos membros da comunidade digital vai ser penalizado por vídeo polémico.

Facebook de Logan Paul
11 de janeiro de 2018 às 13:02YouTube expulsa estrela Logan Paul

O YouTube vai expulsar Logan Paul, um dos mais famosos membros da comunidade da plataforma.

Em causa está o facto do "youtuber" ter filmado um cadáver na floresta Aokigahara, no Japão, mais conhecida por "floresta dos suicídios".

No vídeo é possível ver parte de um corpo pendurado numa árvore.

A polémica rebentou nas redes sociais quando Logan Paul colocou o vídeo online, num dos seus canais de YouTube.

As filmagens deixaram os utilizadores indignados e Logan Paul foi acusado de ter tratado o tema do suicídio como algo comum.

O vídeo já foi apagado pelo jovem, que publicou de seguida um pedido de desculpas nos seus canais de YouTube e na sua conta de Twitter. Logan Paul admitiu não o ter feito "pelas visualizações" mas sim porque "pensou que poderia ter um efeito positivo"  na prevenção do suicídio.

Numa primeira reação, o YouTube apenas apontou uma "infração" a Logan Paul. Segundo as "Regras da Comunidade", "os canais que receberem três infrações num período de três meses podem ser excluídos da plataforma", pode ler-se no site da CNN.

Milhares de pessoas começaram a manifestar-se nas redes sociais contra o YouTube, por não ter atribuído a Logan Paul uma penalização mais pesada.

A empresa acabou por reagir na quarta-feira e admitiu que vai "cortar relações" com o jovem americano. O comunicado refere também que vão ser aplicadas mais penalizações a Logan Paul.

Todos os canais do jovem de 22 anos vão ser retirados da "Google Preferred", uma plataforma que ajuda os patrocinadores a identificarem os canais com mais sucesso no YouTube.

Logan Paul vai também ser expulso do elenco da série online "Foursome" na qual participava, segundo avança o site da CNN. Esta série é conteúdo exclusivo do YouTube Red, a versão premium do site.

"Os nossos corações estão com a família da pessoa mostrada no vídeo. O YouTube proíbe o conteúdo violento ou impróprio publicado de forma tão chocante, sensacionalista ou desrespeitosa. Se um vídeo é explícito, só pode permanecer no site se tiver conteúdo educacional ou documental e é aplicado um limite etário", lê-se no comunicado.

Nos dois canais que gere, Logan Paul tinha no total 20 milhões de seguidores. Já perdeu muitos deles.

  • Partilhar

Caso tenha algum comentário a fazer:

PUB
Back to Top