Beber água não tratada é a nova moda nos Estados Unidos

Empresas fazem milhões mas os especialistas alertam para os perigos da saúde.

08 de janeiro de 2018 às 19:34Beber água não tratada é a nova moda nos Estados Unidos

Consumir "água crua" é a nova moda nos Estados Unidos. É assim conhecida a água não tratada, não esterilizada ou filtrada e tem cada vez mais consumidores nos Estados Unidos. Algo que está a preocupar os especialistas. 

Esta tendência fez com que dezenas de empresas começassem a vender este tipo de água a preços bastante elevados.

A água é retirada da região Silicon Valley, na Califórnia. É engarrafada, sem qualquer tipo de processo de segurança.

A empresa Live Water foi a primeira a vender este tipo de água crua. Um litro custa cerca de 19€. Na cooperativa Rainbow Gocery a marca de água por vezes chega a esgotar.

A Zero Mass Water, empresa que entrou no negócio em novembro de 2017, instala sistemas em casa que permitem as pessoas recolherem a água das chuvas para as tarefas domésticas ou para beber. Em dois meses amealhou cerca de 20 milhões de euros.

 

A principal preocupação dos defensores da chamada "água crua" é a o fluór encontrado na água canalizada.

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que todos os anos morrem mais de 500 mil pessoas que consomem água não tratada “de forma voluntária ou involuntária”. E a maioria dessas mortes estão ligadas a diarreias resultantes do consumo destas águas.

Em entrevista ao The New York Times, o diretor da Clínica Mayo, Dr. Donald Hensrud, diz que “sem tratamento de água há riscos agudos e crónicos”, incluindo bactérias.

Além disso, as pessoas ficam mais expostas a vírus, parasitas e compostos cancerígenos. Este especialista adianta ainda que a água não filtrada pode conter fezes de animais e espalhar doenças e contaminantes, incluindo Hepatite A, cólera e E. coli.

 

  • Partilhar

Caso tenha algum comentário a fazer:

Back to Top