BCP passa de prejuízos a lucros de 133 milhões de euros

O banco liderado por Nuno Amado anunciou ainda que vai apresentar aos acionistas a proposta para as compensações salariais, que tinham sido prometidas, aos trabalhadores que foram alvo de cortes salariais entre 2014 e 2017.

LUSA
13 de novembro de 2017 às 19:38BCP passa de prejuízos a lucros de 133 milhões de euros

O presidente do BCP disse hoje que o banco não conta distribuir dividendos referentes a 2017, mesmo após ter apresentado lucros de 133,3 milhões de euros até setembro.

"Não temos intenção, o banco precisa de reforçar a sua estrutura, não tem intenção com base nos resultados de 2017 de vir a distribuir dividendos", afirmou Nuno Amado em conferência de imprensa, em Lisboa.

Já sobre as compensações aos trabalhadores que o Conselho de Administração do BCP prometeu propor pagar assim que houver resultados distribuíveis, pelos cortes salariais entre meados de 2014 e de 2017, Nuno Amado garantiu que a sua equipa fará essa proposta aos acionistas.

O BCP obteve lucros de 133,3 milhões de euros entre janeiro e setembro, que comparam com prejuízos de 251,1 milhões de euros no mesmo período do ano passado, divulgou hoje o banco.

A entidade liderada por Nuno Amado disse, na apresentação ao mercado, que o resultado beneficiou "da expansão contínua do resultado ‘core', que se cifrou em 823,2 milhões nos primeiros nove meses de 2017".

O BCP designa 'resultado core' à soma de margem financeira e comissões e descontando os custos operacionais.

  • Partilhar

Caso tenha algum comentário a fazer:

PUB
Back to Top