Incêndios: Peritos apontam falhas à Proteção Civil

Peritos entregaram o relatório sobre incêndios na região Centro

Lusa / Paulo Cunha
12 de outubro de 2017 às 14:55Incêndios: Peritos apontam falhas à Proteção Civil

A Comissão Técnica Independente sobre os incêndios na região Centro, em junho, admitiu hoje que poderiam ter sido tomadas medidas nas primeiras horas do combate ao fogo para evitar consequências mais graves. 

A conclusão foi anunciada pelo presidente da comissão, João Guerreiro, após ter entregue o relatório ao presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues.

João Guerreiro afirmou que, nas primeiras horas, deveriam ter sido dadas ordens para retirar as pessoas das aldeias em torno de Pedrógão Grande. 

A partir de certa altura, acrescentou, "tornou-se impossível" combater o incêndio, pela sua intensidade. 


No relatório, os peritos referem que poderia ter sido ordenada a evacuação atempada das aldeias ameaçadas ou poderiam ter sido tomadas medidas para que as pessoas não saíssem de casa. 


A comissão concluiu que existiram falhas no comando técnico do combate ao fogo e excluem qualquer responsabilidade da GNR. 


A Autoridade Nacional da Proteção civil diz que está a analisar o relatório e remete uma reação para mais tarde. 


O incêndio de Pedrógão Grande foi causado por descargas elétricas da rede de distribuiçao de energia. Já o incêndio de Góis, no mesmo fim-de-semana, foi causado por um raio. 

  • Partilhar

Caso tenha algum comentário a fazer:

PUB
Back to Top