Operação Marquês: Ricardo Salgado garante estar inocente das acusações

Advogado do ex-banqueiro fez uma declaração à imprensa, com Salgado ao lado, onde garantiu que o antigo presidente do BES vai ser ilibado "mais cedo ou mais tarde" de todo o processo.

Lusa
12 de outubro de 2017 às 12:43Operação Marquês: Ricardo Salgado garante estar inocente das acusações

O ex-banqueiro Ricardo Salgado garantiu estar inocente dos 21 crimes de que foi acusado pelo Ministério Público, numa declaração lida hoje pelo seu advogado, na qual critica a atuação dos juízes e as violações do segredo de Justiça.

A declaração foi lida pelo advogado Francisco Proença de Carvalho, ao lado de Ricardo Salgado, e não teve direito a perguntas dos jornalistas, apesar de ter sido anunciada como conferência de imprensa.

"Ricardo Salgado irá, mais tarde ou mais cedo, ser ilibado deste processo", afirmou o advogado, sublinhando que esta acusação "é totalmente infundada quanto a Ricardo Salgado" e que "não tem factos nem provas contra Ricardo Salgado".

O advogado não poupou críticas ao comportamento do Ministério Público, ao juiz de instrução criminal Carlos Alexandre e "às sistemáticas violações do segredo de Justiça", que, segundo referiu, "pretendem condenar Ricardo Salgado na praça pública".

O advogado lembrou que "só recentemente o nome de Ricardo Salgado apareceu no processo, num caso a que é alheio", e que isso serviu como "uma espécie de bóia de salvação para um processo que estava a afogar-se".

Segundo Francisco Proença de Carvalho, o ex-presidente do BES "quando foi inquirido, só foi confrontado com presunções e suposições" e, agora, "quando se conhece a acusação, já a opinião pública foi intoxicada".

Oiça aqui na íntegra a declaração da defesa de Ricardo Salgado:

 

O Ministério Público acusou na quarta-feira 28 arguidos da 'Operação Marquês', incluindo Ricardo Salgado e o ex-primeiro-ministro José Sócrates, de quase 200 crimes, entre os quais se contam corrupção passiva de titular de cargo político, branqueamento de capitais, falsificação de documentos e fraude fiscal qualificada.

No caso de Ricardo Salgado, o Departamento Central de Investigação e Ação penal acusou o ex-banqueiro de 21 crimes económicos e financeiros: corrupção ativa de titular de cargo político, corrupção ativa, branqueamento de capitais, abuso de confiança, falsificação de documento e fraude fiscal qualificada.

  • Partilhar

Caso tenha algum comentário a fazer:

Mais Notícias

Passos: "Governo não merece segunda oportunidade"
Ministra da Administração Interna apresenta demissão
Encontrado material militar roubado de Tancos mas faltam munições de 9mm
Concluída venda do Novo Banco
Selena Gomez salva fã suicida
Operação Aquiles: Todos os arguidos vão a julgamento
Ed Sheeran cancela concertos
"Contra o Vento": a outra perspectiva do colonialismo português
Vacinação contra a gripe está a ser mais reduzida
PUB
Back to Top