Rendas mais caras em 2018

Dados revelados hoje pelo INE apontam uma subida de 1,12% no próximo ano.

12 de setembro de 2017 às 12:56Rendas mais caras em 2018

As rendas vão aumentar 1,12% no próximo ano. O valor corresponde ao Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC), que acaba de ser divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística.

É o IHPC de agosto que determina o valor em que os senhorios podem atualizar as rendas da habitação.

A subida indicada para 2018 é a maior desde 2013, e duplica o valor aplicado no ano passado.  

Ainda que sem dados exatos sobre quantos inquilinos vão suportar este aumento, a estimativa avançada pelo Jornal de Negócios com base em dados do Ministério das Finanças, é de que o mesmo atinja cerca de 600 mil famílias.

A atualização da renda acontece normalmente no mês em que foi celebrado o contrato de arrendamento.

No que toca às rendas mais antigas, o aumento é aplicado em janeiro, estando o senhorio obrigado a notificar o inquilino por carta registada com aviso de receção.

Inquilinos defendem alteração da atual lei das rendas

O Presidente da Associação de Inquilinos Lisbonenses considera que chegou a altura do Governo alterar a atual lei que determina o aumento anual das rendas consoante a inflação. Romão Lavadinho defende "que esta é uma lei cega", criada em 1985, que já não faz sentido atualmente. 

 


 

 


 

 

  • Partilhar

Caso tenha algum comentário a fazer:

PUB
Back to Top