Media Capital considera oferta da Meo oportuna e com condições adequadas

A Meo, detida pela Altice, anunciou uma oferta pública geral e obrigatória de aquisição constituída pela totalidade das 84.513.180 ações

LUSA
11 de agosto de 2017 às 13:48Media Capital considera oferta da Meo oportuna e com condições adequadas

 O Conselho de Administração da Media Capital, que detém as rádios Comercial, M80, Smooth FM, Cidade e Vodafone, a TVI e a Plural, considera que a oferta pública geral e obrigatória de aquisição das ações do grupo, anunciada pela Meo, "é oportuna e que as respetivas condições são adequadas".

Num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o grupo refere que "o Conselho de Administração da Media Capital considera que a oferta é oportuna e que as respetivas condições são adequadas".

A Meo, detida pela Altice, anunciou uma oferta pública geral e obrigatória de aquisição constituída pela totalidade das 84.513.180 ações representativas do capital social da Media Capital admitidas à negociação no mercado regulamentado.

O Conselho de Administração do grupo "considera que a oferta não é inoportuna", já que, no seu entender, "não afeta o normal desenvolvimento da Media Capital".

E salienta que foram analisadas avaliações relativas às condições financeiras da oferta que "permitem considerar que a contrapartida de 2,5546 euros por ação da Media Capital "se afigura adequada".

Porém, aponta que, "das 84.513.180 ações representativas do capital social da Media Capital admitidas à negociação no mercado regulamentado Euronext Lisbon (...), apenas 4.485.573 poderão ser objeto de aceitação por parte dos respetivos titulares".

É que a "VERTIX, SGPS, S.A., titular das ações compreendidas nesse intervalo (80.027.607) declarou a sua intenção de não aceitar a oferta", explica a Media Capital.

O seu Conselho de Administração "entende ainda como adequado um eventual aumento ou revisão em alta da contrapartida da oferta, encontrando-se num intervalo de valorização da sociedade visada que se considera razoável e apropriado", acrescenta a informação divulgada na CMVM.

Considera "positiva" a estratégia proposta, nomeadamente no que respeita "à manutenção e reforço da aposta na estratégia digital da TVI e a manutenção e reforço da política de investimento em conteúdos portugueses".

O Conselho de Administração defende ainda que o grupo deve "manter e conservar sempre a independência editorial dos órgãos de comunicação social sob a sua gestão, bem como, assim, a linha e estratégia editoriais que definem o estilo jornalístico e de comunicação seguido" pelo grupo e que o "distinguem" dos restantes órgãos de comunicação social, em Portugal.

Por outro lado, "está confiante de que a entrada da oferente no capital social do Grupo Media Capital terá um impacto positivo para os trabalhadores".

  • Partilhar

Caso tenha algum comentário a fazer:

Mais Notícias

Governo cria comissão independente para avaliar listas de espera
Temperaturas vão subir até quarta-feira
Cristiano Ronaldo deverá ser The Best pela quinta vez
Árbitro tropeça em jogador, marca falta e... dá cartão amarelo!
Sporting goleia Chaves em Alvalade
Benfica soma segundo triunfo fora frente ao Aves
PSD: Santana Lopes candidata-se para "clarificar e unir"
Scolari (outra vez) campeão
Incêndios: Marcelo deixa recado aos deputados
PUB
Back to Top