ASAE apreendeu uma tonelada e meia de alimentos estragados

Operação de fiscalização de um dia resultou na interceção de carne, marisco, caracóis e fruta.

Pixabay
19 de maio de 2017 às 11:43ASAE apreendeu uma tonelada e meia de alimentos estragados

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu, entre o início da manhã de quinta-feira e a madrugada de sexta, uma tonelada e meia de alimentos estragados ou em más condições de transporte. 

De todo o produto apreendido, a ASAE confiscou 700 kg de carne, 200 kg de bivalves sem prova de tratamento na depuradora e 200 kg de caracóis que não cumpriam as condições higiossanitárias. Foi também apreendida alguma fruta com falhas na rotulagem. 

À agência Lusa, Pedro Portugal Gaspar, inspetor geral da ASAE, disse que foram fiscalizados 1 663 veículos de transporte alimentar. 

"O objetivo era fiscalizar este transporte de forma a salvaguardar o consumidor quando os produtos chegam ao ponto de venda", sublinhou Pedro Portugal Gaspar.

Desta operação resultou ainda a instauração de um processo-crime, a propósito do transporte de carne. Foram passadas 35 contraordenações.

A ação da ASAE decorreu em todo o país, envolveu 150 inspetores em 45 pontos distintos. 

Para além dos alimentos, a ASAE apreendeu quatro cavalos, no valor de 12 000 euros, sem identificações válidas. Foi apreendido ainda uma veículo para controlo meteorológico no valor de 30 000 euros. 

  • Partilhar

Relacionadas

11 de maio de 2017
ASAE fecha dez restaurantes em Lisboa por falta de higiene
07 de março de 2017
Consumidores reclamam mais. ASAE é o alvo principal

Caso tenha algum comentário a fazer:

Mais Notícias

Oito detidos em Manchester
Manchester United vence a Liga Europa
Detidos pai e irmão do bombista de Manchester
Manchester: Reino Unido termina colaboração com serviços secretos norte-americanos devido a fugas
Star Wars estreou há 40 anos
Portugal ultrapassa pela primeira vez as 600 águas balneares
Revelados primeiros detalhes da bomba de Manchester
Ariana Grande suspende digressão
Caso BPN: Oliveira e Costa condenado a 14 anos de prisão
PUB
Back to Top