Luso-descendente morre em confrontos na Venezuela

O funeral do biólogo de 31 anos está previsto para hoje.

EPA
19 de maio de 2017 às 08:58Luso-descendente morre em confrontos na Venezuela

Um luso-descendente morreu durante os protestos contra o governo de Venezuelano, na terça-feira.

De acordo com a Agência Lusa, Diogo Figueiredo, um biólogo de 31 anos, participava numa manifestação em San António de Los Altos, a 30 quilómetros de Caracas, quando foi atingido no peito por uma bala de borracha, que terá sido disparada pelas forças de segurança. Ainda foi transportado para o hospital, mas acabou por morrer durante uma cirurgia.

O funeral do luso-descendente está previsto para hoje.

Os confrontos com a polícia, na terça-feira, aconteceram quando os manifestantes levantaram barricadas para impedir a circulação para Caracas. A imprensa venezuelana avança que menos 20 pessoas foram feridas com balas de borracha disparadas pelas autoridades.

Dados oficiais apontam para, pelo menos, 44 pessoas mortas desde o início dos protestos na Venezuela, a 1 de abril.

  • Partilhar

Caso tenha algum comentário a fazer:

Mais Notícias

Helicóptero de combate aos fogos cai em Castro Daire
Corpos das portuguesas mortas em Barcelona entregues às famílias
Câmara de Lisboa reforça segurança na cidade
Incêndio de Ribeira de Pena está dominado
Incêndio da Covilhã obriga a ativar planos de emergência
Corpos de vítimas portuguesas trasladados na segunda-feira
Marcelo e Costa na missa de homenagem em Barcelona
Incêndio de Mação está extinto
Leões goleiam em Guimarães
PUB
Back to Top