Luso-descendente morre em confrontos na Venezuela

O funeral do biólogo de 31 anos está previsto para hoje.

EPA
19 de maio de 2017 às 08:58Luso-descendente morre em confrontos na Venezuela

Um luso-descendente morreu durante os protestos contra o governo de Venezuelano, na terça-feira.

De acordo com a Agência Lusa, Diogo Figueiredo, um biólogo de 31 anos, participava numa manifestação em San António de Los Altos, a 30 quilómetros de Caracas, quando foi atingido no peito por uma bala de borracha, que terá sido disparada pelas forças de segurança. Ainda foi transportado para o hospital, mas acabou por morrer durante uma cirurgia.

O funeral do luso-descendente está previsto para hoje.

Os confrontos com a polícia, na terça-feira, aconteceram quando os manifestantes levantaram barricadas para impedir a circulação para Caracas. A imprensa venezuelana avança que menos 20 pessoas foram feridas com balas de borracha disparadas pelas autoridades.

Dados oficiais apontam para, pelo menos, 44 pessoas mortas desde o início dos protestos na Venezuela, a 1 de abril.

  • Partilhar

Caso tenha algum comentário a fazer:

Mais Notícias

Incêndios: Presidente da República elogia medidas do Governo
Incêndios: Exército vai andar no terreno até quinta-feira
Miguel Oliveira vence Grande Prémio da Austrália de Moto2
Incêndios: Partidos apoiam mas querem mais do Governo
Investigadores portugueses criam aplicação móvel que deteta sinais de Parkinson
Incêndios: PSD manifesta apoio às medidas do Governo
Tondela apela ao fim da doação de roupa por ter quantidade suficiente
Catalunha: Puigdemont assegura que região vai resistir de forma pacífica a ataque de Madrid
FC Porto goleia Paços de Ferreira e reforça liderança
PUB
Back to Top