PSP admite segurança reforçada no dérbi depois de atentado em Paris

A Polícia de Segurança Pública (PSP) admitiu hoje, em conferência de imprensa, que o atentado de ontem em Paris vai obrigar a uma maior atenção na segurança do dérbi deste fim de semana.

TVI
21 de abril de 2017 às 15:13PSP admite segurança reforçada no dérbi depois de atentado em Paris

A Polícia de Segurança Pública (PSP) admitiu hoje, em conferência de imprensa, que o atentado de ontem em Paris vai obrigar a uma maior atneção na segurança do dérbi deste fim de semana. 

O Benfica vai jogar a Alvalade, amanhã às 20h30, a contar para a 30ª jornada da I Liga de Futebol. 

Este é um jogo de risco elevado, lembra a PSP. O subintendente Pedro Pinho explica que as autoridades vão avaliar as medidas de segurança dos últimos encontros entre as duas equipas, em Alvalade, e colmatar as falhas. 


"Os atentados de ontem nos Campos Elísios vieram pesar e dar mais força as estas ideias. Tudo conta e é um evento de risco elevado", sublinhou o representante da PSP, não revelando o número de agentes destacados para o jogo. 

Sobre as deslocações para o estádio, a PSP confirmou que o percurso das claques do Benfica até Alvalade vai ser idêntica à dos jogos anteriores. As portas do estádio abrem às 18h30, as autoridades recomendam o recurso aos transportes públicos. 

  • Partilhar

Relacionadas

21 de abril de 2017
Derby de Lisboa com lotação esgotada
21 de abril de 2017
Derby Eterno: dez grandes partidas entre Sporting e Benfica
14 de abril de 2017
Última paragem antes do derby

Caso tenha algum comentário a fazer:

Mais Notícias

Mação e Proença-a-Nova: fogo cerca aldeias e não dá tréguas
Jorge Palma e Jake Bugg a sós, ou o SOS à alma
Parque das Nações recebe Eurovisão a 12 de maio de 2018
Xutos e Salvador Sobral no Festival F
TAP e Easyjet não voaram para a Madeira devido ao vento forte
Alice Cooper descobriu obra de arte importante por acidente
Incêndio em Vila Velha de Ródão obriga a evacuação de aldeia
Trabalhadores do Metro de Lisboa suspendem greve
Autores de 'Despacito' indignados com versão de Maduro
PUB
Back to Top