Daesh reivindica ataque em Paris

Um homem disparou sobre um agente da polícia e feriu três pessoas.

21 de abril de 2017 às 06:45Daesh reivindica ataque em Paris

O Daesh reivindica a autoria do ataque sobre um agente policial, durante a noite de quinta-feira, nos Campos Elísios, em Paris. 

Um homem disparou sobre uma carrinha da polícia que estava parada no local cerca das 21h (20h em Portugal continental). Matou um agente e feriu mais três pessoas. A Polícia procura um segundo suspeito.

"O autor do ataque nos Campos Elísios, no centro de Paris, é Abu Yussef, "o Belga", e é um dos combatentes do Estado Islâmico (EI)", relata a Amaq, órgão de informação oficial do autoproclamado Estado Islâmico, pouco tempo após o atentado.

Um ataque que ocorre a três dias da primeira volta das eleições presidenciais francesas e precisamente na hora em que os 11 participavam num programa na televisão pública, France 2.

Nas reacções imediatas, o candidato François Fillon considerou que "a luta contra o terrorismo deve ser a prioridade absoluta do próximo Presidente da República". O independente liberal Emmanuel Macron alertou que estas ameaças "farão parte do quotidiano nos próximos anos", mas defendeu que não há que "ceder ao medo". Já Marine Le Pen rejeitou a ideia de que as pessoas devem habituar-se ao "terrorismo islamista" e que "não está a ser feito tudo para proteger" os franceses.

 

  • Partilhar

Caso tenha algum comentário a fazer:

PUB
Back to Top