Madeira: três anos de cadeia para incendiário

Autor do fogo na Camacha, em Agosto, confessou crime em tribunal.

17 de fevereiro de 2017 às 10:09Madeira: três anos de cadeia para incendiário

Autor confesso do incêndio florestal na Camacha a 15 de Agosto do ano passado, Rui Freitas, foi esta manhã condenado a três anos de prisão, na Instância Central da Comarca da Madeira. 

Servente de pedreiro, de 51 anos, divorciado, Rui freitas já tinha antecedentes criminais e está detido preventivamente desde a data do crime. Sempre admitiu a autoria do incêndio, tanto à polícia como em tribunal.

Na primeira sessão de julgamento confessou-se “muito arrependido” e não conseguiu explicar o que o levou a provocar o incêndio numa zona de mato e eucaliptos, junto à casa onde vivia com a mãe e um irmão deficiente, no Vale Paraíso. 

Uma irmã do arguido, que testemunhou em sua defesa, referiu que Rui Freitas tem problemas com o álcool e o próprio admitiu que tinha bebido dois litros de vinho nas horas anteriores.  

A acusação sublinha que o homem é reincidente [condenado em 2013 a um ano de prisão efectiva pelo crime de incêndio florestal] e pedia uma pena de cadeia a rondar os quatro anos.

Por outro lado, a defesa sublinhou que o arguido mostrou arrependimento, pelo que deveria ser-lhe aplicada pena suspensa e prestado apoio psicológico/psiquiátrico para que não volte a reincidir.

  • Partilhar

Caso tenha algum comentário a fazer:

Mais Notícias

Recusada perícia às músicas de Tony Carreira por medo
Morreu a mulher mais rica do mundo
Foo Fighters no Carpool Karaoke
INE quer saber como é que os portugueses se deslocam
Fãs de Selena Gomez fascinados com o seu cachorrinho
Artistas portugueses em tributo a Leonard Cohen: "Cohen é uma referência fundamental" - Miguel Guedes
Marcelo considera urgente estatuto legal para cuidadores de doentes de Alzheimer
Governo garante mecanismo de atualização das pensões
China inaugura hoje comboio mais rápido do Mundo
PUB
Back to Top