Empregada de mesa recebe bilhete racista em vez de gorjeta

"O serviço foi bom, mas não damos gorjeta a pessoas negras", era isto que estava escrito no bilhete que Kelly Carter recebeu.

National Association for the Advancement of Colored People (NAACP)
11 de janeiro de 2017 às 18:30Empregada de mesa recebe bilhete racista em vez de gorjeta
Na Virgínia, nos Estados Unidos, Kelly Carter, uma empregada de mesa afro-americana, teve uma surpresa quando recolheu o talão da conta de um casal que serviu no restaurante Anita’s New Mexico Style, onde trabalha. Os clientes em causa deixaram um bilhete racista a Kelly Carter, que dizia “o serviço foi bom, mas não damos gorjeta a pessoas negras”.

Nos Estados Unidos, dar gorjeta é uma prática bastante comum e costuma rondar os 15-20% do valor total da conta. Isto acontece porque os empregados destes estabelecimentos recebem menos que o salário mínimo. Este episódio aconteceu durante o fim-de-semana e já gerou uma onda de solidariedade nas redes sociais.

A história foi denunciada pela National Association for the Advancement of Colored People (NAACP), que partilhou a fotografia do bilhete no Twitter. Esta é uma associação afro-americana de defesa dos direitos humanos.

 

Kelly Carter não se deixou abater pelo que aconteceu. “O cliente não me magoou. Só se magoa a ele mesmo. Faz-me mais forte apenas”, afirmou, em declarações à BBC. A empregada de mesa garantiu mesmo estar pronta para voltar a servir o casal novamente, caso voltem ao restaurante. “Uma marca de ódio não é suficiente para me parar”, referiu Kelly Carter.


(Fotografia: National Association for the Advancement of Colored People)
  • Partilhar

Caso tenha algum comentário a fazer:

Mais Notícias

Fernando Gomes nomeado vice-presidente da FIFA
Mosquito identificado sem indícios de infeção
Queda de ultraleve faz um morto na Comporta
Sismo de 6,1 no Japão
Madrid recebe final da Liga dos Campeões
Sia lança vídeo de 'Rainbow'
Miley Cyrus volta a despir-se: desta vez para a Taschen
MAI investiga caso das licenciaturas na Protecção Civil
Avril Lavigne é a figura mais perigosa para se pesquisar na Internet
PUB
Back to Top