Madonna incita a greve a 20 de Janeiro

11 de janeiro de 2017 às 17:40Madonna incita a greve a 20 de Janeiro
Maddona é uma das 130 artistas e críticos que assinaram uma petição a apelar a instituições culturais para que fechem portas no dia da tomada de posse de Donald Trump, 20 de Janeiro. A cantora é uma das vozes a juntar-se ao protesto contra a eleição de Trump: "é como ser-se deixado por um amante e estar-se preso num pesadelo".

As declarações fazem parte de uma entrevista publicada na edição de Fevereiro da revista Harper's Bazaar, feita duas semanas depois das eleições, que decorreram a 8 de Novembro do ano passado. A cantora considera que, devido à vitória do Trump, tem que tornar-se "uma voz mais activa e um pouco menos misteriosa".

A Rainha da Pop também critica outras celebridades por não tomarem posições políticas.

Nesta altura está a realizar-se uma petição que tem como signatários, entre outros, o escultor Richard Serra e os artistas plásticos Cindy Sherman, Joan Jonas, Louise Lawler e Julie Mehretu. Na petição "J20 Art Strike", os subscritores apelam a museus, galerias, salas de concertos, escolas de arte e instituições sem fins lucrativos para fecharem as portas em protesto contra a "normalização do Trumpismo".

"Esta não é uma greve contra a arte, o teatro ou outra qualquer área cultural. É um convite para motivar estas actividades, para reimaginarem os seus espaços como locais onde formas de resistência de pensamento, visão, sentimento e acção podem ser produzidas", lê-se no texto da petição, citado pelo New York Times.
 

Caso tenha algum comentário a fazer:

  • Partilhar

Relacionadas

14 de dezembro de 2016
Madonna é Mulher do Ano para a Billboard
08 de dezembro de 2016
Madonna no Carpool Karaoke
08 de novembro de 2016
Madonna na rua por Hillary Clinton

Mais Notícias

Justin Bieber e Kourtney Kardashian: namoro à vista?
Filandês transforma lago de gelo em carrossel
The xx fazem versão de Drake
Obama: de "patrão" a padrinho de casamento
Centro Hospitalar do Porto investe 6 milhões na urgência
Portugal entrega queixa central de Almaraz
TAP transportou mais passageiros em 2016
Mais de 56 mil estavam com baixa mas podiam trabalhar
Vaga de frio: autarquia apoia sem-abrigo do Porto
Back to Top