Regresso dos Smiths chegou a ser discutido

O vocalista Morrissey e o guitarrista Johnny Marr encontraram-se em 2008 e falaram sobre o assunto.

02 de novembro de 2016 às 10:55Regresso dos Smiths chegou a ser discutido
O vocalista Morrissey e o guitarrista Johnny Marr encontraram-se num pub de Manchester em 2008 para discutir o regresso da sua antiga banda, os Smiths - a revelação é feita na autobiografia de Marr, "Set the Boy Free", que sai amanhã e que é antecipada em excertos pelo jornal The Guardian.

«As bebidas não paravam de vir enquanto conversávamos sentados durante horas. Trocámos impressões, como sempre fizemos, sobre os discos que adorávamos, e eventualmente passámos para ‘aquele assunto’. Havia rumores há anos sobre o regresso dos Smiths mas eram todos infundados. Nunca tinha recebido qualquer proposta concreta», escreve Johnny Marr.

E continua: «de repente, estávamos a falar sobre a possibilidade da banda se reformular e naquele momento parecia que, com a intenção certa, esse regresso podia acontecer e poderíamos ser ainda maiores. Eu tinha que trabalhar com os Cribs, e o Morrissey tinha um álbum para lançar. Convivemos mais um bocado, e depois de mais sumo de laranja (para mim) e mais umas cervejas (para ele), abraçámo-nos e despedimo-nos. Eu estava genuinamente satisfeito de voltar ao contacto com o Morrissey (…). Durante quatro dias, parecia uma perspectiva muito real».

Durante o processo das reedições remasterizadas dos álbuns dos Smiths, em 2008, Morrissey e Johnny Marr estavam a ter um período raro de maior comunicação. Mas o regresso dos Smiths, a acontecer, nunca poderia voltar a incluir na formação o baterista original Mike Joyce, que tinha movido um processo que tinha ganho contra Marr e Morrissey em 1996, por causa de dívidas de royalties. Rapidamente se gorou a hipótese de reformulação dos Smiths, assim que se descontinuaram as conversas entre Morrissey e Johnny Marr.

Hoje, Johnny Marr considera muito improvável um eventual regresso dos Smiths, cujo fenómeno de culto perdura até ao presente. A banda de Manchester esteve activa entre os anos de 1982 e 1987, tendo lançado quatro álbuns de originais e um conjunto memorável de singles, entre eles, 'Hand in Glove', 'How Soon Is Now?' ou 'Panic'.

Em baixo, podem ver Morrissey naquele que foi oficialmente o seu primeiro concerto a solo e oficiosamente o último dos Smiths, em Wolverhampton, em 1988. Morrissey é acompanhado pelo baterista Mike Joyce, pelo baixista Andy Rourke (ambos dos Smiths) e pelo guitarrista da entourage da extinta banda, Craig Gannon. 'Sweet And Tender Hooligan' é o tema de encore desse concerto histórico no centro de Inglaterra, sempre com as rotineiras e mimosas invasões de palco que Morrissey foi sempre cultivando.
 

 
  • Partilhar

Relacionadas

  • Johnny Marr e Brian Eno contra o Brexit
    20 de junho de 2016
    Johnny Marr e Brian Eno contra o Brexit
  • De que clubes são os músicos estrangeiros
    10 de junho de 2016
    De que clubes são os músicos estrangeiros
  • Morrissey fala de Prince e critica a Rainha Elizabeth
    27 de abril de 2016
    Morrissey fala de Prince e critica a Rainha Elizabeth
  • Smiths abrem conta oficial de Twitter
    06 de abril de 2016
    Smiths abrem conta oficial de Twitter

Caso tenha algum comentário a fazer:

PUB
Back to Top