Eis o vídeo do single de estreia de Gonçalo Guerra: "Tudo o Que És"

"Tudo o que és" é o primeiro single de Gonçalo Guerra. Uma carta aberta que mostra a sua gratidão pelos pequenos gestos que dão significado a uma relação e às subtilezas amorosas que tão poucas vezes são retratadas em canção.

Gonçalo Guerra, de 24 anos, é um artista improvável. Pragmático e exemplar, tinha um trajecto já estruturado. Pôs a guitarra de lado, licenciou-se em Engenharia de Energias e preparava já a possibilidade de fazer um mestrado no estrangeiro, não fosse por um factor imprevisível: uma paixão e um talento musical desmedido.



Foi nessa altura que o jovem de Trás-os-Montes, indeciso sobre o seu futuro, decidiu visitar o irmão em Londres e ali, no chão da sua cozinha, rascunhou o seu primeiro tema. E, de repente, tudo fez sentido.

Para Gonçalo, compor é aceitar e nutrir essa imprevisibilidade. Levanta-se da cama e deixa-se levar pelos seus próprios pensamentos. Uma disciplina que rapidamente se tornou no seu modus operandi. Desde então, já são mais de 30 canções que escreveu desde que decidiu voltar a pegar na guitarra.

Aqui está a letra do tema "Tudo o que és"

Como é bom estar contigo no sofá
Neve lá fora e uma chávena de chá
Eu vejo um filme, tu adormeces
Conto-te as séries de que te esqueces
E o meu resumo que é tão bom
Hora e meia a ouvir o mesmo som
E é por isso que eu sou apenas teu

Tudo aquilo que eras e tudo aquilo que és
É tão bom para mim
Tudo aquilo que eras e tudo o que és, enfim
Vem dizer-me sim

Como é bom viajar a teu lado
Esteja chuva, ensolarado
E o meu carro, e aquele som
Se falha o rádio eu mostro-te o meu dom
Berro uma música, eu sei que grito
Aos teus ouvidos soa bonito
E é por isso que eu sou apenas teu

Tudo aquilo que eras e tudo aquilo que és
É tão bom para mim
Tudo aquilo que eras e tudo o que és, enfim
Vem dizer-me sim

Logo à noite vou sentir o teu pé, a conchinha, o cafuné
E beijo o teu rosto, cheio de sono
Se não o beijo, lá vem o mono,
Adormecemos de mão dada
A conversar de madrugada,
E é por isso que eu sou apenas teu

Tudo aquilo que eras e tudo aquilo que és
É tão bom para mim
Tudo aquilo que eras e tudo o que és, enfim
Vem dizer-me sim

E tudo aquilo que és para mim eu já sei, que és assim
E tudo aquilo que és para mim, faz-me bem ter-te assim

 

Recomendamos

Back to Top