Saiba o que pode usar como alternativa ao sal

Para ajudá-lo a reduzir o consumo de sal, as Manhãs da Comercial elaboraram uma lista de ingredientes que, segundo especialistas, ajudam a dar sabor aos alimentos, sem que sinta tanto a falta do sal. Entre eles estão: alho, cebola, gengibre, sumo de limão, e o uso de ervas ou especiarias. Entre as mais comuns estão a salsa, os coentos, o majericão, a salicórnia e a hortelã. Também o alecrim. No caso das ervas aromáticas, aconselha-se a que opte por ervas frescas, moídas na hora. Já nas especiarias a pimenta é uma das mais usadas. Os cominhos podem também ser uma boa alternativa. 

Outra das soluções a que muitas pessoas recorrem é fabricar o seu próprio sal, misturando algumas ervas desidratadas. (Ver receita). Além destas dicas, pode ajudar também a mudar os seus comportamentos, como por exemplo a esconder o sal ou a evitar colocar o saleiro na mesa, enquanto come. 

O elevado consumo de sal resulta também, segundo a OMS, do aumento de ingestão de produtos processados, cujos rótulos podem induzir em erro, uma vez que muitos apresentam a quantidade de sódio. E deve ter-se em conta que 5 gramas de sal equivalem a 2 gramas de sódio.

As organizações de saúde alertam com frequência para o excessivo consumo de sal da população portuguesa. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o sal é a "principal fonte de sódio e o consumo exagerado de sódio está associado a doenças como hipertensão, aumentando o risco de problemas cardíacos, acidentes vascular cerebrais". 

É, portanto, importante que se respeite a quantidade de sal ingerida diariamente que, no caso dos adultos, não deve ultrapassar os 5 gramas, de acordo com a OMS - o equivalente a uma colher de chá. 

Recomendamos

Back to Top